O PODER MENTAL E A ORAÇÃO NA MAÇONARIA

Pode ser sinônimo de prece ou reza. Entendida pelo povo como uma súplica pedindo algo a Deus ou à outra entidade sobrenatural. Em sânscrito a palavra oração é conhecida como prarthrana (“pra” e “Artha”) significa pedir fervorosamente alguma coisa a Deus, mas sempre com um objetivo, ou seja, com um desejo.
A oração mental é feita sem pronunciar palavras usando-se apenas o esforço da mente.
Oração oral é exercida através da palavra, evidentemente com participação da mente que emite a ordem para que a oração seja verbal.
Tanto a oração mental, como a falada pode ser individual ou comunitária. Existe a oração decorada e a oração que o individuo a produz apresentando suas súplicas ou pedidos através das profundezas do seu ser, ou seja, através da sua mente usando sua capacidade mental em ondas alfa ou até em ondas teta.
As orações faladas ou mentais decoradas, às vezes a pessoa não presta a devida concentração e está meramente repetindo frases decoradas. Os judeus oram, curvando o tronco sobre a bacia em movimentos repetidos, pois esta manobra facilita a concentração dos propósitos da oração, ou seja, a mobilidade faz com que a atenção seja muito maior e não se fuja do foco.
Todavia há uma linguagem da mente que é independente da palavra escrita ou falada. É uma linguagem mental, além dos sentidos(extra-sensorial). Através desta podemos realizar uma oração chamada de oração “científica”, isto é, sem a participação da Fé.
Sabe-se hoje que nossa mente controla através de um mecanismo extra-sensorial a cura de enfermidades de nosso corpo e também de pessoas a quem estimamos ou mesmo quem precisa de uma cura ou melhoras de sua saúde. Esta possibilidade tanto será maior quanto maior for a nossa convicção verdadeira.
Há tempo que a Ciência vem estudando a conexão corpo/mente. Os americanos demonstraram que esta conexão seria possível através do nervo vago e que ele seria o canal de comunicação entre a mente e o resto do corpo. Mera conjectura, no momento não se comprova esta afirmação.
A oração é emitida por um potencial mental que de forma consciente, sob o comando do subconsciente e através da mente age como uma fonte de energia que pode ser canalizada para o bem, mas sempre age em função de um objetivo.
Grisa (parapsicólogo) identifica a oração como o processo psíquico desencadeando o poder da mente. O resultado será tanto mais eficiente, na medida em que for ativado o poder mental. Portanto, a oração será mais poderosa na medida em que for devidamente acionado este poder especialmente com sentimento intenso e forte convicção. Quando se orar por alguém pedindo sua cura você estará liberando um poder que sua mente possui capaz de realizar e obter resultados importantes e inacreditáveis.
A intenção de se canalizar as energias curativas se faz através de mensagens telepáticas positivas para aquela pessoa necessitada. É a mesma coisa que as religiões utilizam com o nome de oração ou prece, e que o fazem em função da Fé. Esta capacidade pode ser desenvolvida e melhorada através do relax e do domínio da Imaginação. Não deixa de ser uma mensagem telepática, pois o emissor é quem está se dirigindo a um objetivo isto é, desejando uma cura ou melhoras para uma pessoa e o receptor recebe esta mensagem de forma subconsciente. A Telepatia é uma forma de comunicação mental entre duas ou mais pessoas através de um processo extra-sensorial, isto é, além dos sentidos. Tem a mente ou mentes que emitem (emissores) e as que recebem (receptores).
No caso da oração quem emite energias, sabe o que está acontecendo, logo é consciente, porem quem as recebe o faz de modo subconsciente, isto é sua mente recebe a mensagem, mas não de forma consciente. Mas se um grupo programar uma oração em determinada hora, e a pessoa a ser contemplada souber, ela estará consciente de que está recebendo energias positivas, mas as receberá de forma subconsciente. Ela apenas constatará os bons resultados. Existem Irmãos enfermos que percebem quando está se fazendo uma cadeia de união ou uma cadeia de oração em seu favor. Se sentem melhor, mais felizes e mais esperançosos.
A Cadeia de União na Maçonaria não foi criada para este fim. Foi criada tão somente para a transmissão da palavra semestral, mas através de acréscimos o que é muito comum na Ordem. esta prática além de outras, foi introduzida sendo muito utilizada hoje em para se pedir curas ou melhoras em favor de algum Irmão que está sofrendo de alguma moléstia. Parece que mesmo inventando e introduzindo um procedimento não pertencente a qualquer rito os introdutores desta prática de se pedir melhoras para Irmãos ou familiares, foram felizes e acertaram. Algumas Lojas praticam a Cadeia de União após terminar a sessão. Isto independe dos resultados, pois, ou após ou durante a sessão o que interessa é a concentração e a emissão de energias positivas enviadas ao Irmão enfermo. No Rito de Schröder é obrigatória a Cadeia de União e durante a sua realização um ou mais Irmãos pedem curas ou melhoras à Irmãos parentes e amigos.
Porque acontece isso? Quando se faz uma Cadeia de União, os Irmãos estão vibrando num mesmo padrão de energia mental com o mesmo objetivo e ainda de mãos dadas, esta cadeia de união se torna uma verdadeira bater ia psíquica, carregada de energia mental. Se as intenções forem canalizadas para o bem só poderão causar bons resultados.
As intercessões à distância são uma extensão da oração em estudo. E elas tem a finalidade de se orar pedindo a uma força superior que interceda em favor de uma pessoa que necessite, mesmo que não se conheça esta pessoa, ou mesmo que ela esteja no outro lado do mundo, mais ou menos como é pedido nas instituições religiosas, nas igrejas. Todavia a comunidade científica tem restrições a este tipo de orações.
Interessante que as pessoas que oram, nem sempre sabem para quem estão orando, mas oram assim mesmo em intenção àquela pessoa que está necessitada de melhoras ou cura de um problema de saúde. Este ato só pode fazer bem a alguém.
Os americanos através da associação STEP (Study of the interçessory prayer), estudam a intercessão ou orações à distância. Ora-se muitas vezes para uma pessoa que não se conhece. Mas através de quem está fazendo o pedido para tal pessoa, funciona como canal para que as energias mentais sejam enviadas à pessoa certa. A ideia é de que nós humanos temos a capacidade de usar outra pessoa utilizando suas mentes ou então pedindo a uma força maior que interceda em favor de um enfermo.

Alguns autores defendem o conceito de reza quântica onde se aceita este fato não como um ato de Fé, mas como resultado físico direto de uma alocação correta da energia do pensamento. Como somos todos puramente energia, estamos conectados através de nossa vibração, o que define a concretização no mundo físico de um pedido através da oração, é esta energia citada, a emoção e o sentimento. Ainda afirmam que a materialização da cura no caso, ou outro desejo, exige Pensamento acompanhado de Ação ( energia sendo condensada no mundo físico), Desejo real e puro que venha de dentro da nossa alma e a Percepção firme e convicta de que o mundo que nos rodeia vai tomando a forma desejada. Esta seria para os adeptos desta teoria a oração perfeita. (Daniel Kaltenbach)
Os maçons tão preocupados em ajudar a mudar a humanidade, ainda não se aperceberam deste poder mental que todos os seres humanos têm e poderiam usa-lo especialmente, além de outras situações, em favor dos Irmãos enfermos.
É claro que este trabalho está colocando como objetivo do poder mental, a saúde dos Irmãos. Mas a oração poderia ter outras finalidades, como a paz mundial, a felicidade pessoal, o bem estar dos outros, uma situação melhor para o pais, etc.
A Maçonaria brasileira conta com quase 250.000 maçons que poderiam orar em favor de alguma coisa melhor para a Ordem, ou simplesmente pela saúde dos Irmãos. Afinal seria uma extensão muito piedosa da fraternidade, da irmandade que existe entre os maçons.
Os meios de comunicação, como jornais diários, comunicações via Internet para as listas de Irmãos que cada um de nós tem na memoria de computador, deveriam ser acionadas para o maior numero de Irmãos possível, solicitando que cada um a sua maneira orasse por um Irmão enfermo.

Autor: Hercule Spoladore

Fonte: JB News

Deixe uma resposta