GORGS reestabelece Antiga Amizade com a Maçonaria da Holanda

Quinta-feira, dia 28 de junho, o ministro das Relações Exteriores do GORGS, Fúlvio Delavi, recebeu correspondência diplomática enviada pelo Irmão C.L. de Zwart, Grande Secretário do Grande Oriente da Holanda (Grand East of the Netherlands). Uma frase se destaca entre os temas tratados na carta: “Antigas amizades precisam ser mantidas”.

A comunicação da Potência Maçônica holandesa é resultado do trabalho diplomático em observância à politica de ampliação das relações internacionais desenvolvida pelo Grão-Mestrado do Grande Oriente do Rio Grande do Sul. No equacionamento dessa agenda, além de novos tratados, também vêm sendo restabelecidas antigas relações, cujos documentos sempre foram guardados com zelo e atenção. O responsável pelos cuidados com essa documentação é o Irmão Francisco Munhoz Silveira, encarregado pelo arquivo-geral do GORGS. Juntamente com Irmãos da área administrativa, ele auxiliou no resgate de importantes documentos históricos. “Hoje, num ambiente de Maçonaria globalizada, o Grão-Mestrado vem revitalizando antigos tratados, com o objetivo de manter conectado o GORGS a Potências Maçônicas com as quais tivemos uma estreita relação. Dentre estes documentos, encontramos um diploma de Garante de Amizade com o Grande Oriente da Holanda”, descreveu o ministro Fulvio Delavi à Comunicação Social do GORGS.

Cópia do histórico documento foi enviada à Holanda, juntamente com uma solicitação de restabelecimento do reconhecimento. Do país europeu, o GORGS obteve a seguinte resposta:

Ao ler sua solicitação, encontramos a nomeação de um Grande Representante, o que significa que temos reconhecimento mútuo. Devido à mudança para uma nova sede, ao armazenamento externo de nossos documentos e também a reorganização de nossos arquivos, demorou algum tempo para descobrirmos desde quando estamos em amizade. O Grande Oriente da Holanda concedeu seu pedido de reconhecimento na Assembleia Anual de junho de 1967.

Este foi um importante resgate diplomático para o GORGS, pois o Grande Oriente da Holanda é Potência Maçônica tradicional e de extremo zelo no trato dos assuntos maçônicos. A revitalização desta relação impulsiona ainda mais as relações no continente europeu, entende o ministro responsável pelas relações internacionais do GORGS. Já o Grão-Mestre Tadeu Pedro Drago comemorou este como um fato de alta relevância que atesta a seriedade e tradição dos trabalhos maçônicos desenvolvidos pelo GORGS nos seus 125 anos de existência.

Fonte: http://gorgs.org.br/site/index.php/2018/07/02/gorgs-reestabelece-antiga-amizade-com-a-maconaria-da-holanda/

Deixe uma resposta